Fazer um check-up total não é exclusivo para a sua saúde. A sua bike também precisa de acompanhamento para garantir um funcionamento e uma vida útil por bastante tempo. Por isso, preparamos um post sobre manutenção de bicicleta.

Nesta leitura, você descobre quais são os itens mais sensíveis na sua bike e que, por isso, devem ganhar ainda mais atenção e estar sempre sob verificação. Fique ligado nos próximos tópicos e descubra quais são esses pontos!

1. Correntes

Enquanto você pedalava ouviu alguns estalos vindos das correntes? Houve alguma pedalada em falso, principalmente nas subidas? Isso pode acontecer pelo desgaste nos dentes e na coroa das correntes.

Tome bastante cuidado! Tal falha compromete o rendimento do seu treino e até provoca uma queda grave. Já entendeu do que estamos falando, certo? Sinais como os que citamos correspondem à necessidade da troca das correntes da sua bike.

Vale saber que o tempo de duração delas depende também do estilo da bicicleta: em mountain bikes pode-se pedalar até mil quilômetros sem preocupação com as correntes, já as bikes speed aguentam um pouco mais, mil e quinhentos quilômetros.

2. Freios

Aqui há outra situação a qual os seus ouvidos precisam ficar atentos: com certeza você conhece aquele ruído característico da falta de freios. Assim que ouvir qualquer barulhinho vindo deles, vale dar uma olhada nas pastilhas ou na presença do fluído.

É aconselhável que as pastilhas dos freios sejam trocadas assim que tenham tido um desgaste de 40%, considerando a sua espessura inicial. Caso a sua bicicleta tenha sistema hidráulico, crie o hábito de conferir o óleo, pelo menos, uma vez ao ano ou assim que perceber alteração na qualidade da frenagem da sua bike.

3. Limpeza

A gente sabe quanto são prazerosos os momentos sob duas rodas e é claro que você deseja garantir que esses instantes se repitam. Além do mais, a sua bicicleta é um investimento que deve receber bastante cuidado — saiba que a limpeza é sinônimo de aumento da vida útil da bike.

O ponto-chave de preservar a sua bicicleta vistoriada também inclui mantê-la limpa. Mesmo após participar de uma trilha cansativa, ofereça um cuidado especial para a “magrela”, retire o excesso de sujeira e, quando terminar o processo, não se esqueça de secar todas as partes, afinal, a ferrugem, assim como a sujeira, não é bem-vinda.

Vale investir no bom e velho “combo de limpeza”: balde com água, esponja macia e sabão neutro. Com isso, a higienização será feita cuidadosamente e com a garantia de que a água não entrará em lugares inapropriados. Ainda, mantenha distância dos lavadores de pressão!

4. Suspensão

A suspensão é uma peça fundamental para amenizar os impactos dos seus passeios e manter a maciez das pedaladas. Já deu para perceber o quanto esse item é crucial, certo? Pois é exatamente por isso que ela deve ganhar cuidados redobrados.

Considerando a prevenção e garantia de um bom funcionamento, é aconselhável fazer uma vistoria apenas 50 horas de uso da bicicleta. Nesse procedimento, o ideal é que os anéis de vedação, o óleo e os retentores sejam trocados.

É claro que, após diversas pedaladas, você vai começar a sentir uma resistência maior. Assim que isso acontecer, procure o mecânico de sua preferência para detectar e resolver o problema.

Já que estamos falando sobre medidas protetivas e modos de garantir uma vida útil extensa ao seu bem valioso, não deixe de considerar e contratar um seguro para a sua bike. Realizar a manutenção de bicicleta em dia e assegurá-la são dois pontos essenciais para conseguir pedalar com a tranquilidade que você merece!

Gostou dessas dicas? Tem muito mais conteúdo sendo pensado para você. Assine a newsletter da Kakau Seguros e não perca nada!