A vontade de levar uma vida mais saudável tem feito com que cada vez mais pessoas descubram os benefícios de praticar o ciclismo de estrada. Não é à toa que esse esporte vem ganhando muitos adeptos rapidamente. E, para ter qualidade durante os exercícios, é necessário investir em um equipamento de qualidade e que seja apropriado para esse tipo de atividade.

Como existem diversos tipos de bicicletas para passeio disponíveis no mercado, é importante estar atento às características e funcionalidades de cada uma. Afinal, a escolha do modelo ideal vai depender da destinação que a bike vai ter. Com tantas opções, fica até difícil fazer a escolha, não é mesmo?

Para ajudá-lo nessa tarefa, este artigo vai abordar os principais tipos de bicicletas para passeio e para ciclismo de estrada. Acompanhe a leitura!

Qual é a diferença entre a bicicleta de passeio e a bicicleta para ciclismo de estrada?

A bicicleta de passeio é indicada para atividades urbanas de lazer. Elas são bastante utilizadas por quem deseja passear com família e amigos, usar como transporte até o trabalho, faculdade ou simplesmente andar por parques e ciclovias.

As bicicletas de passeio ou urbanas apresentam estilos muito democráticos e livres, de acordo com a personalidade do ciclista. Alguns modelos são: urbana clássica, urbana clássica retrô, híbrida, dobrável, especiais e de cargas. Elas contêm paralamas, bagageiro e muito conforto.

Por sua vez, as bicicletas para ciclismo de estrada, também chamadas de road bike, são destinadas para competições e por praticantes que desejam cortar o vento e adquirir maior velocidade rapidamente.

O uso dos modelos para ciclismo de estrada também é comum para pedalar no asfalto e obter um rendimento alto. Elas costumam ser mais elaboradas e fabricadas diretamente para o esporte. Nesse sentido, os modelos são desenvolvidos com o objetivo de conferir velocidade, maior performance e o máximo de eficiência aerodinâmica.

O que a bicicleta de cada categoria deve conter?

Confira as principais peças das bicicletas de passeio:

  • rodas de tamanho 26” ou de 700 mm para adultos e 20” para as bicicletas dobráveis;
  • quadros feitos com materiais de ferro, alumínio e carbono;
  • pedivelas de 1, 2 ou 3 coroas que proporciona mais velocidade de deslocamento;
  • modelo de freios V-brake ou disco.

Por outro lado, as bicicletas de ciclismo de estrada apresentam as seguintes peças:

  • quadro e garfo com design fino, de forma a tornar o equipamento o mais aerodinâmico possível e, assim, cortar o vento com mais facilidade;
  • caixa de direção cônica com eixos dianteiro e traseiro passantes com o objetivo de potencializar a estabilidade da bicicleta;
  • freios ferradura, ou freios à disco;
  • rodas padronizadas no tamanho 700 para simplificar o ritmo de pedal e com aro de alumínio ou fibra de carbono;
  • pneus finos medindo entre 21 mm e 28 mm, de forma a proporcionar maior estabilidade e velocidade;
  • pedivela com diversos tamanhos de braços: 170 mm, 172,5 mm, 175 mm e 180 mm;
  • pedais de nylon ou alumínio.

Como você pôde perceber, existem muitos tipos de bicicletas para passeio e para ciclismo de estrada. Cada modalidade apresenta peças e funcionalidades específicas de acordo com a finalidade: uso recreativo, ou mais profissional. A escolha do melhor modelo vai depender principalmente dos objetivos do ciclista.

Quer saber mais sobre bicicletas? Então, siga a Kakau Seguros nas redes sociais e acompanhe as nossas publicações!