Afinal de contas, qual é o melhor capacete para ciclistas? Já adiantamos a resposta: depende. Embora existam marcas e modelos bastante conhecidos e bem avaliados no mercado, a verdade é que o melhor capacete vai ser aquele que melhor se adéqua à sua necessidade.

Pensando nisso, preparamos este post com algumas dicas do que considerar para tomar a sua decisão. Que tal se inteirar e assim conseguir o melhor equipamento para acompanhar você nas pedaladas? Continue lendo e fique por dentro!

Entenda a importância do capacete para ciclistas

O primeiro ponto que precisamos advertir: não adianta se preocupar apenas com o fator financeiro na hora de comprar o seu capacete. É claro que você deve buscar a melhor condição para compra, entretanto, vale mais a pena fazer um investimento maior e se proteger do que gastar pouco e se dar mal depois.

Lembre-se de que o capacete é um equipamento de segurança. Ele deve ser adequado para conter impactos e colaborar com a sua atividade, além de conferir certo conforto no uso. Por isso, não deixe de garantir que o material é adequado e que o capacete é de qualidade, ok? Saber a procedência é fundamental.

Considere a sua modalidade

Mesmo que você não seja um ciclista profissional, você certamente tem um estilo. Onde você pedala? É na cidade? É aos fins de semana, em parques? Você faz trilhas? Pretende participar de uma corrida? As opções são diversas.

Urbano, MTB/Estrada, Downhill, Enduro e BMX/DIRT são modalidades e já que as condições diferem em cada uma delas, o capacete também é diferente. Formato, estrutura, peso, nível de proteção, enfim. O ideal é que você dê uma boa pesquisada e veja o que se encaixa mais na sua atividade.

Entenda os fatores de decisão

Elenque quais são as suas maiores necessidades e, então, alinhe aos fatores de decisão. Quem faz ciclismo urbano, por exemplo, deve optar por um capacete leve, que oferece bastante proteção no caso de batidas. O peso não é o único fator a ser considerado. Os capacetes para pedalar na cidade, por exemplo, geralmente são pouco ventilados. Confira alguns fatores para a escolha!

Ventilação

A ventilação é sempre importante. Quanto mais furos, mais ventilado o capacete é. Geralmente esses furos estão presentes na concha do equipamento e deixam a sua cabeça respirar. Se você sua muito, desconfortos por calor e coceira podem ser evitados com um capacete mais ventilado.

Ajuste

Imagine que você vai passar horas pedalando. O capacete, além de leve — que não ultrapasse 300 g a fim de não forçar o seu pescoço —, deve ser ajustável à sua cabeça. A peça não pode ser nem grande demais nem de menos. Há muitos sistemas para ajustar, como um botão rotativo, por exemplo. Assim, teste o que é melhor para você!

Impactos

Há modelos de capacete que trazem estruturas reforçadas, com a forma cobrindo tanto a nuca quanto as laterais da cabeça. Além disso, há outros que são projetados a partir de um bloco só. Esses conferem bastante proteção contra impactos. Sendo assim, não deixe de conferir esse elemento antes de bater o martelo.

Como vimos, o melhor capacete para ciclistas vai variar de acordo com a modalidade praticada, bem como a combinação entre leveza, ajuste e proteção contra impactos. Não deixe também de optar por um cujo design é a sua cara e/ou colabora para o uso em seu dia a dia.

Dicas como essas são bem úteis, concorda? Então nos siga nas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos, estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn.