O rastreador para bicicleta é uma ótima opção para quem adora pedalar pela cidade, mas não quer se expor aos riscos de roubos e furtos. Isso porque, com esse dispositivo conectado ao meio de transporte é possível encontrá-lo, caso ele seja levado por alguém.

Muitos ciclistas já utilizam esse tipo de recurso para avisos em caso de quedas, medir os pedais ou até a localização, com o uso do GPS nos celulares, porém no caso dos rastreadores não é preciso estar com a bike para que ela seja encontrada.

Diante do número de roubos de bicicleta que ocorrem no Brasil, é preciso reforçar a atenção e se prevenir contra esse tipo de crime que tem aumentado nos últimos anos.

Para ajudar e entender a questão e apontar caminhos para evitar prejuízos, neste artigo vamos falar sobre o funcionamento dos rastreadores para bicicletas e como eles podem contribuir para melhorar a segurança da sua bike. Continue a leitura e acompanhe!

Como funciona o rastreador de bicicleta? 

O rastreador é instalado na bicicleta e passa a monitorar sua localização. Ele pode ser acessado via smartphone, Android ou iOS e faz o acompanhamento em tempo real do veículo. O acesso pode ser feito a partir de um aplicativo ou no site.

O rastreador também fornece informações sobre frequência de uso e tem o objetivo de contribuir para o atendimento da demanda por segurança em relação ao uso de bicicletas, que tem se tornado cada vez mais comum entre pessoas que buscam por sustentabilidade e saúde.

Quais são os modelos de rastreadores de bicicletas? 

Geralmente os rastreadores disponibilizados no mercado são voltados para automóveis, portanto, dependem da parte elétrica do carro para funcionar. Já no caso das bicicletas é preciso que o aparelho seja portátil, pois esse tipo de dispositivo pode ser facilmente instalado em veículos leves. Entre esse tipo de rastreador estão: GT 02, TK 110 e TK 102.   

Os rastreadores de bicicletas aumentam a possibilidade de recuperar a bike?

Sim. Como o rastreador possibilita a localização da bike via GPS, é possível que o proprietário consiga fazer a localização do meio de transporte e a partir disso tomar as devidas providências para sua recuperação. É importante ressaltar, no entanto, para a necessidade de não se expor a riscos na hora de fazer esse resgate.

Caso ocorra algum furto ou roubo, o ideal é procurar por ajuda policial e deixar que as autoridades responsáveis tomem o procedimento correto de recuperação da bicicleta. Também é indicado fazer um seguro da sua bike, pois desta forma será mais tranquilo se manter protegido contra qualquer eventualidade.

Agora que você já sabe como funciona e qual a finalidade do rastreador para bicicleta pode avaliar qual o melhor modelo para a sua bike e aumentar a segurança, seja para uso recreativo, laboral ou esportivo. Quanto mais prevenido o proprietário estiver, melhores são as chances de recuperar a bicicleta em caso de roubos ou furtos.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas possam ter acesso a ele também. Até mais!