O lançamento de smartphones acontece com expectativas cada vez mais altas. Se antigamente toques polifônicos e joguinhos de cobrinha eram incríveis, hoje estamos muito distantes dessa realidade: a evolução dos sistemas operacionais facilita o nosso dia a dia e põe o mundo na palma das nossas mãos.

Pensando nos avanços mais importantes, traçamos uma linha do tempo com os eventos importantes no que diz respeito aos nossos queridos smartphones. Veja a seguir!

Em 2007

Antes de qualquer coisa, é muito relevante comentar que esse foi o ano de lançamento do iPhone. Steve Jobs revelou o que a Apple vinha desenvolvendo ao longo de dois anos e esse foi um marco e tanto para a indústria tecnológica.

Além disso, foi em 2007 que celulares touchscreen chegaram ao mercado. Até então usávamos o T9 para agilizar nossas mensagens SMS. Lembra disso? As câmeras de 2 megapixels, com memória máxima de 16GB, também apareceram nesse período.

Embora não desse para gravar vídeos com resolução, cerca de 1,3 milhão desses aparelhos foram comprados ao redor do mundo. A bateria, nessa época, tinha autonomia de até 200 minutos.

No ano seguinte

Em 2008, o sistema Android foi apresentado ao mundo. Os aparelhos do momento contavam com um teclado acoplado, dando uma opção ao touchscreen.

Eram os chamados QWERTY. O BlackBerry, entre outros modelos, ostentava esse teclado. Além disso, o 3G já dava seus primeiros sinais, bem como a função GPS.

Entre os anos de 2010 e 2011

Se em 2009 os smartphones já tinham bateria com duração de 6 horas, suporte para memória de até 32GB e câmeras de 5 megapixels, em 2010, essa qualidade se manteve e vídeos já podiam ser gravados.

A bateria tinha capacidade para durar até 3 horas, sendo que as câmeras frontais já compunham as telas de modelos tradicionais, que chegavam à resolução de 640 x 960 megapixels.

Em 2011, celulares com câmeras de 8 megapixels e Full HD para gravação de vídeos chegaram ao mercado. Com duração da bateria de até 400 minutos, esse ano também foi palco para a febre das lojas de aplicativos, tornando o smartphone cada vez mais funcional.

De 2012 em diante

Em 2012, surgiu o primeiro aparelho que operava Windows 7, além de baterias com autonomia de 570 minutos e memória de até 16GB, isso no sistema operacional Android.

O nano Sim card também foi lançado nesse ano com modelos capazes de trabalhar com 64GB de memória e flash da câmera em LED.

Algumas marcas fizeram lançamentos de aparelhos com câmeras de 13 megapixels. A bateria também ganhou um plus: autonomia de até 1020 minutos em conversação. A câmera frontal já apresentava até 2 megapixels.

Atualmente, contamos com memória de 128GB, estabilização ótica na câmera, resolução de gravação de vídeo de 4K, entre outros recursos impressionantes, como reconhecimento da digital para destravar o celular, reconhecimento ocular, aparelhos à prova d'água (ou prontos para filmar debaixo dela), etc.

Expectativas altíssimas

Hoje em dia, o lançamento de smartphones geralmente traz características como as que citamos. O futuro aponta para realidade aumentada (que já temos em muitos apps), inteligências artificiais (como chatbots e atendimentos de grandes bancos) e a Inteligência das Coisas, que integra o funcionamento de aparelhos.

Já parou para pensar que temos tudo isso literalmente nas mãos? Por isso é importante se manter atualizado e usufruir do melhor que o mercado oferece. Espalhe essa reflexão interessante: compartilhe este post nas suas redes sociais!