Os smartphones modernos são aparelhos extremamente versáteis e úteis, pois desempenham inúmeras funções importantes e dispõem de aplicativos que nos auxiliam nas mais variadas tarefas de nosso dia a dia. Por isso, é muito normal que as pessoas carreguem esse dispositivo o tempo inteiro e, infelizmente, também é comum ter o celular roubado.

Como vivemos em um país com uma alta taxa de criminalidade, apesar de existirem diversas medidas de segurança, esse é um risco ao qual todos estamos vulneráveis.

Portanto, neste conteúdo mostraremos algumas práticas que você pode realizar para proteger suas informações pessoais ao ter o celular roubado ou perdido. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura para conferir!

O que fazer ao ter o celular roubado?
1. Remova sua conta e faça o bloqueio remoto do aparelho

O primeiro passo, certamente, é bloquear qualquer forma de o criminoso acessar seus dados pessoais, como senhas, contas bancárias, endereços etc. Para isso, é preciso remover sua conta do celular roubado e bloquear o aparelho remotamente.

Para isso, basta ter o IMEI (International Mobile Equipment Identify) em mãos e você poderá inutilizar o smartphone, onde quer que esteja, impedindo que ele seja usado mesmo que outro chip seja inserido.

Esse número pode ser obtido na caixa do celular, na nota fiscal ou, caso você ainda tenha o celular, mas queira se precaver, no próprio aparelho. Ao digitar "*#06#" (sem as aspas) no aplicativo de realizar chamadas de seu celular e ligar, como se fosse fazer uma chamada, o número de IMEI aparecerá na tela.

Anote esse número e guarde-o de maneira segura, pois ele pode ser útil por diversos motivos, já que, além de permitir o bloqueio remotamente, ele também ajuda a localizar o celular por meio de sua conta do Google. Falaremos mais sobre isso adiante.

2. Faça um boletim de ocorrência

Ao ter o celular roubado, não hesite em procurar a polícia e registrar um boletim de ocorrência. Para isso, compareça à delegacia mais próxima com todos os dados que tiver a respeito de seu smartphone.

Caso tenha sido apenas um furto (quando não há ameaça ou violência), é possível fazer o boletim de ocorrência on-line por meio da Delegacia Eletrônica, nos sites de São PauloParanáMinas Gerais e Rio de Janeiro.

Provavelmente o IMEI de seu celular será solicitado no ato do registro do boletim de ocorrência. Sendo assim, esse é mais um motivo para ter o número guardado com você por precaução.

3. Tente rastrear o aparelho

Caso seu celular esteja conectado à internet, há uma possibilidade de rastreá-lo remotamente.

No Android, basta acessar o serviço de gerenciamento dos dispositivos registrados em sua conta do Google. Além de obter a localização exata do smartphone, você também pode:

  • acionar o toque (mesmo que esteja no silencioso);

  • remover sua conta;

  • bloquear o dispositivo;

  • limpar todo o conteúdo do celular.

A Apple oferece um serviço semelhante, visando à segurança dos seus usuários.

É fundamental lembrar que você não deve tentar recuperar o celular roubado por conta própria. Assim, quando for registrar o boletim de ocorrência, forneça as informações sobre a localização do aparelho à polícia.

Como se prevenir desse tipo de inconveniente?

Antes de concluirmos, é importante mencionar algumas práticas importantes para se prevenir desse tipo de situação ou para proteger seus dados caso você tenha o celular roubado. Dentre elas, podemos citar:

  • instale um aplicativo localizador;

  • mantenha seu backup sempre atualizado;

  • tenha o número de IMEI salvo em um local de fácil acesso;

  • contrate um seguro para smartphone.

Como você pôde conferir, ter o celular roubado é um tipo de situação a que todos estamos expostos. No entanto, é possível se resguardar e tomar algumas medidas de precaução que podem evitar muitos problemas e até mesmo ajudar a recuperar o aparelho.

Agora que você já conhece as melhores práticas sobre como proceder ao ter o celular roubado, não deixe de conferir também as vantagens dos seguros para smartphones!