As redes sociais ganharam muitos adeptos nos últimos anos: crianças, jovens, adultos e idosos já marcam presença online, seja para trabalhar, se divertir, conversar ou repassar informações. É inegável que existem oportunidades incríveis — o problema é quando surge o vício em redes sociais.


Você já ouviu falar sobre isso? É importante não ignorar esse assunto, pois, com novas tecnologias, surgem também novos desafios e preocupações. Sendo assim, que tal aprender um pouco mais sobre esse tema? Vamos entender o que é a compulsão por redes sociais, quais são os riscos e sintomas, além de como se cuidar. Confira!


O que é compulsão por redes sociais?

Uma compulsão é um vício comportamental. Em outras palavras, podemos explicar uma compulsão como o cultivo de um hábito que causa alguma gratificação emocional. É basicamente quando você age para aliviar algum sentimento ruim ou causar alguma sensação positiva.


Dessa forma, você acaba repetindo esse comportamento para sempre obter essa “recompensa”, se tornando um tanto quanto dependente desse ciclo. À medida que essa prática acontece, esses hábitos específicos vão se tornando repetitivos e excessivos, causando problemas tanto psicológicos quanto práticos, no dia a dia.

Quais são os riscos do vício em redes sociais?

Um dos perigos mais associados ao uso de redes sociais é a baixa autoestima e a sensação de infelicidade que o uso contínuo das redes causa. Basicamente, ao ficar conectado o tempo todo, você pode estar em contato com fotos de pessoas e passeios aparentemente perfeitos, acompanhando sempre padrões impossíveis de beleza e de vida.


Ao ver a vida do outro como “um terreno perfeito”, a tendência é que você se sinta inferior e menos satisfeito com o que você tem. Outro ponto de atenção importante é quando o uso das redes sociais substitui os contatos reais, ou seja, a pessoa só cria laços e vínculos virtualmente, sem realmente ter uma vida fora da tela de seu celular.


Como identificar esse mal?


É importante que a pessoa identifique os pontos e comportamentos ligados ao vício em redes sociais para que, assim, consiga superar tal problemática.

Pensando nisso, separamos 2 pontos que são cruciais para identificar o vício em redes sociais na rotina.

Veja a seguir!


Medo de ficar sem rede social


Você sabia que o uso excessivo de redes sociais causa um efeito parecido com a utilização de algumas drogas? Por isso mesmo chamamos os usuários exagerados de redes sociais de “viciados”. Nesse contexto, é interessante perceber que, quando a pessoa não pode estar online, ela pode apresentar medo, irritação, ansiedade etc.


Deixar de fazer atividades diárias para ficar nas redes sociais

Um outro bom ponto a ser notado em alguém que pode ser viciado em redes sociais é perceber um afastamento nas atividades sociais presenciais (conversa entre amigos, jantares em família, eventos no trabalho etc.).


Além disso, é possível notar que essas pessoas podem abrir mão de uma rotina de cuidados básicos (consigo ou até mesmo com a casa), por exemplo, para navegar nas redes sociais.


O que pode ser feito para evitar essa compulsão?

Se você chegou até aqui, deve estar bastante preocupado com o assunto. Pois bem, nós da Kakau Seguros também encaramos esse tópico com seriedade e, por isso, separamos algumas dicas para evitar (ou resolver) a compulsão por redes sociais. Veja a lista:

  • evitar utilizar o celular durante as refeições;
  • desapegar da internet e se apegar em cultura em geral etc.


O vício em redes sociais é um assunto que deve ser tratado com seriedade. Independentemente de quem está sendo afetado por essa compulsão, acredite: é possível sair dessa situação. Porém, antes de tudo, é necessário que se assuma o problema para, a partir daí, seguir as nossas dicas apresentadas no material.

E então, que tal alertar seus amigos sobre os problemas causados pelo vício em redes sociais?


Aproveite para compartilhar este artigo com eles!