Nos dias de hoje, viver sem um smartphone é algo inimaginável para a maioria das pessoas. Precisamos dele para nos comunicar, registrar momentos, saber do que está acontecendo no mundo etc. Justamente por isso, ter um seguro para celular é indispensável, considerando todos os riscos.

Os aparelhos são frágeis e estão passíveis a várias eventualidades, como roubos ou furtos, ou até mesmo acidentes que resultam na perda, o que faz com que seja preciso desembolsar um alto valor para adquirir outro modelo.

Pensando nesse cenário, atualmente, existe no mercado a possibilidade de contratação de seguro para o seu celular. Quer saber mais sobre como funciona e como contratar tal benefício? Confira o post que preparamos para você!

O que é seguro para smartphone?

Os smartphones são praticamente computadores de mão, têm inúmeras funcionalidades e preços bastante variados. 

Devido à sua importância no dia a dia das pessoas, seja para lazer, seja para trabalho, ter um celular perdido, quebrado ou roubado gera uma série de transtornos na vida dos usuários — que, muitas vezes, vão além do prejuízo financeiro. Diante desse cenário, uma alternativa surgiu no mercado para aqueles que querem se precaver: o seguro para celular.

Assim como os demais tipos, o seguro para smartphone é uma proteção para o seu aparelho. Em caso de roubo ou dano, é possível ter o seu prejuízo ressarcido por uma seguradora. O segurado pode solicitar o conserto de seu equipamento ou até receber um novo, dependendo do dano.

Como funciona?

Ao contratar um seguro para o seu equipamento, você escolhe um plano de cobertura, que poderá prever roubo, quebra ou ambos. Com o serviço contratado, você paga um valor total ou uma mensalidade em um plano por assinatura.

Então, no caso de uma eventualidade, basta entrar em contato com a seguradora e solicitar a indenização. Caso o acidente esteja previsto na cobertura adquirida, a empresa responsável pelo seguro deve assumir o prejuízo do conserto ou, até mesmo, bancar a compra de um novo aparelho. Vale ressaltar que algumas empresas cobram uma pequena taxa de franquia do usuário para efetuar a substituição.

É preciso ficar atento ao plano contratado. Cada empresa de seguros oferece uma cobertura diferente. Portanto, certificar-se de que você está adquirindo todos os benefícios de que precisa evita surpresas no momento de pedir ressarcimento.

O seguro é válido para qualquer smartphone?

Uma dúvida recorrente a muitas pessoas é se há planos de seguro apenas para smartphones caríssimos e de última geração. Afinal, eles são bens com alto valor agregado.

No entanto, se você está interessado em proteger o seu smartphone, saiba que o seguro é válido para qualquer aparelho. Ou seja, é possível contratar uma cobertura para telefones de todos os modelos no mercado, desde que tenham no máximo 1 ano de uso.

Quais os tipos de cobertura?

Cobertura é todo o tipo de ocorrência, dano ou situação que o seguro para celular assegura que fará a indenização ao contratante do plano. Sendo assim, é importante entender quais são as coberturas que o seguro proporciona e como cada uma funciona.

Furto qualificado

É considerado como qualificado o furto, no qual a vítima não percebe que foi roubada, porém demonstre algum indício claro de que houve uma ação do bandido. Por exemplo, um carro com sinais de arrombamento ou uma mochila com o zíper estourado. Essa cobertura garante a reposição do celular.

Roubo

Quando ocorre ameaça ou quando o criminoso pode ser identificado, os bens subtraídos são classificados como roubados. Nesse caso, a cobertura contra roubos garante a reposição de um novo aparelho.

Quebra acidental

É a cobertura que oferece a reposição de um novo aparelho ou a manutenção em casos de quebra acidental. Vale destacar que a troca só acontecerá se o conserto não puder ser efetuado.

O celular poderá passar por manutenção mais de uma vez, dentro do período vigente previsto no contrato do seguro, estando limitado ao valor dos consertos, que não deverá ultrapassar o valor da indenização total.

Queda de líquido

Smartphones que caem na água, raramente voltam a funcionar. Por isso, muitas seguradoras garantem a reposição do dispositivo. Além da queda acidental de líquido, esse tipo de cobertura também abrange problemas por umidade, oxidação por maresia, entre outros.

O que significa pagamento de franquia?

Em qualquer caso em que o consumidor decida acionar o seguro para celular — processo conhecido pelo termo "abrir o sinistro" — será necessário pagar uma taxa, chamada de franquia.

A taxa de franquia de seguros para dispositivos móveis varia de acordo com o modelo do aparelho, sendo de 15% a 25% do valor de mercado do smartphone. O valor é avaliado no ato da contratação e é referido como Indenização ou Importância Segurada.

Vale ressaltar, ainda, que o pagamento da franquia, em geral, é realizado na hora da indenização. Por exemplo, quando o cliente recebe seu celular novo.

Quais os benefícios de adquirir seguro para smartphone?

O seguro pode ser muito vantajoso nessas ocasiões:

  • caso o aparelho caia no chão e tenha a sua tela quebrada, o seguro oferece serviço de manutenção e garante a troca do celular, se for necessário;
  • em situações de risco, como um furto qualificado (sob ameaça ou arrombamento de carro ou residência), um assalto à mão armada, um equipamento similar ou igual será entregue;
  • quando qualquer tipo de líquido cai em cima do celular e ele para de funcionar, a seguradora cobre a troca por um novo aparelho ou o conserto;
  • em casos em que smartphone é roubado e utilizado para realizar ligações — antes de ser bloqueado — o seguro faz o reembolso de até R$500,00 dos contatos feitos pelo criminoso.

Lembrando que, ao contratar um seguro para celular, o aparelho é segurado a partir de 24 horas após o primeiro pagamento.

Como acionar o seguro em caso de roubo, quebra ou perda do aparelho?

Se o seu celular for furtado ou roubado, o primeiro passo antes de acionar a seguradora é entrar em contato com sua operadora de telefonia o mais rápido possível para solicitar o bloqueio da linha e fazer o bloqueio remoto do aparelho. Dessa forma, você evita que seus dados pessoais e arquivos armazenados nele, como fotos, caiam nas mãos de pessoas mal intencionadas.

Depois disso, é preciso registrar um Boletim de Ocorrência em uma delegacia. Em alguns casos, o procedimento pode ser realizado pela internet. Com o B.O. feito, basta entrar em contato com a seguradora e acionar o serviço.

Como foi possível ver, contratando um seguro para celular, você fica tranquilo para usufruir de seu aparelho sem medo. Assim, desembolsando um pequeno valor, é possível evitar prejuízos futuros e até mesmo ficar sem smartphone!

Gostou deste artigo sobre seguro para celular? Quer ficar sempre por dentro de dicas para se prevenir e evitar prejuízos? Siga nossas páginas nas redes sociais! Acompanhe o nosso FacebookInstagram ou LinkedIn.