Os freios hidráulicos para bike são equipamentos presentes até em modelos mais simples. Eles oferecem mais confiabilidade e eficiência para os ciclistas — fator que é muito importante, pois freios de qualidade ajudam a evitar acidentes.

Além disso, é preciso levar a bike para dar manutenção nos freios regularmente e sempre conferir o funcionamento deles. Mas, como os frios hidráulicos funcionam? Vamos responder a essas perguntas ao longo deste post. Confira!

O que são freios hidráulicos?

Os freios hidráulicos são o que há de melhor no mercado, e quem gosta de bike não abre mão desse tipo de acessório. Esse equipamento entrega um sistema hidráulico, que é utilizado para a geração, controle e transmissão de energia por meio de líquidos pressurizados. Esse fator proporciona características tais como alta precisão, força, controle de velocidade e do sentido de deslocamento. 

Como os freios hidráulicos para bike funcionam?

Os freios hidráulicos são semelhantes aos mecânicos, só que com funcionamento a óleo. Seu acionamento é feito por meio de um pequeno reservatório que fica ligado no manete. Então, o reservatório injeta o óleo na pinça.

A principal diferença entre o freio mecânico e os hidráulicos o modo de funcionamento. Os mecânicos funcionam por meio de um cabo de aço, que passam pelo conduíte, até chegarem ao cáliper que, então, aciona as pastilhas. Apesar de não ser tão moderno quanto o sistema hidráulico, os freios mecânicos são bastante eficientes.

Graças a todo esse sistema, a frenagem é mais precisa e segura. Por isso, esse tipo de freio é ideal tanto para quem gosta de trilhas quanto para quem utiliza a bike para ir ao trabalho. No último caso, o sistema de freios hidráulicos contribui na prevenção de acidentes de trânsito, que em muitos casos, deixam sequelas.

Quais são as vantagens dos freios hidráulicos para bike?

Os freios hidráulicos para bikes oferecem diversas vantagens. Uma delas é o custo de manutenção, que é relativamente baixo. Isso porque seu funcionamento é a base de óleo e ter um sistema vedado e reforçado. Geralmente, a manutenção é feita uma vez ao ano.

Eles exigem menos força para serem acionados. Isso porque nesse tipo de freio, não há o cabo e então, não é necessário apertar o manete com força. Outra vantagem é a variedade de modelos com diferentes potências e pastilhas. Além disso, alguns modelos possuem sistema de resfriamento, que elimina um problema comum nos freios hidráulicos, que é a perda da potência.

Qual a diferença entre os freios hidráulicos e mecânicos?

Além da diferença no modo de acionamento, os dois sistemas apresentam outras características peculiares. O freio mecânico necessita de manutenções com mais frequência, mas o processo é simples e pode ser feito em casa. No caso do modelo hidráulico, a manutenção é necessária apenas uma vez ao ano para troca de óleo.

No quesito eficiência, o sistema hidráulico é melhor. Mas, isso não significa que o modelo mecânico não seja eficiente. Na realidade, a escolha dos freios depende de qual será a finalidade de sua bike.

Os freios hidráulicos para bike são excelentes, mais modernos e seguros, mas dependendo do modelo de sua bicicleta e do uso que você faz dela, o sistema mecânico atende perfeitamente. O que você deve avaliar é o custo-benefício.

Gostou do post? Compartilhe com seus amigos!