A explosão de celular é um medo muito comum, ainda mais com casos sendo sempre difundidos na mídia sobre baterias que fizeram os aparelhos voarem pelos ares. Até casos de morte são noticiados, uma vez que é realmente muito perigoso lidar com um impacto tão grande devido à distância que nossos smartphones costumam estar de nós.

Para que você fique por dentro dos riscos acerca dessa questão, vamos falar sobre as principais causas da explosão de aparelhos celulares, dando também algumas dicas sobre como não sofrer um acidente com a bateria de seu telefone. Que tal continuar lendo e evitar problemas? Venha conosco!

O que causa a explosão de celular?

A explosão não é dos celulares em si, mas da bateria, seja ela acoplada ou removível. Você provavelmente já teve ou conheceu alguém que tinha um celular que estava esquentando demais: é aí que mora o perigo. O superaquecimento da bateria pode elevar a temperatura do aparelho, levando à explosão.

Há celulares que superaquecem sem estarem carregando, por exemplo, devido a um “esforço interno”. Entretanto, quando ele está conectado na energia, a bateria é constantemente alimentada, ou seja, a tendência é que a temperatura continue subindo até chegar ao extremo.

Como evitar que isso aconteça com seu telefone?

O primeiro ponto primordial para garantir que nem você nem ninguém próximo seja vítima de uma explosão de celular é gerenciar superaquecimentos. Se você já percebe esse comportamento em seu aparelho, é hora de identificar causas (como qual função é bom não usar) e evitar a todo custo até que você possa resolver definitivamente. Veja outras dicas na sequência.

Não faça ligações enquanto recarrega a bateria

Algumas atividades podem fazer a “fuga térmica” de seu aparelho não funcionar bem: em vez de o calor sair da bateria para resfriá-la, acaba acelerando o aumento de temperatura de todo o aparelho. É o caso de games que pedem muito poder gráfico, por exemplo. Por outro lado, há fatores como deixar o celular em um ambiente muito quente.

De qualquer forma, o conselho para você é: não fale ao telefone enquanto ele estiver carregando, principalmente se você já tiver notado que ele esquenta mais do que o esperado quando está conectado à tomada. Evite usar enquanto completa a carga e interrompa o processo caso repare que a temperatura está muito além da usual.

Evite deixar o celular carregando em cima da cama

Falando ainda sobre ambientes superquentes: sabemos que carregar o celular à noite é bastante indicado — principalmente para não ficar usando e porque alguns aparelhos mandam atualizações nesse período —, mas não faça isso com o aparelho embaixo das cobertas, muito menos embaixo do travesseiro ou ao lado do rosto.

As chamadas “baterias inchadas” também são um bom sinal de que uma explosão de celular é possível, então tome bastante cuidado. Na verdade, o fundamental é você não forçar o comportamento do celular e não brincar com a sorte. Com segurança não se brinca. Assim, você evita perder seu celular e elimina causas de danos mais sérios.

Por aqui, estamos sempre preocupados com sua segurança e bem-estar, por isso preparamos continuamente conteúdos para que você se atualize sobre os melhores hábitos. Que tal ter acesso em primeira mão? Assine nossa newsletter e fique por dentro!