Seja você um atleta profissional se deslocando para uma competição, seja um amante do ciclismo para um passeio, levar sua bike nas viagens pode ser uma necessidade de trabalho ou uma ótima opção para suas aventuras de lazer. E saiba que o transporte de bicicleta, além do carro, pode ser feito em avião ou ônibus.

Para isso, existem algumas regras e detalhes para os quais você precisa atentar, a fim de transportar sua companheira com segurança. Preparamos este artigo com a intenção de esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto. Acompanhe!

Transporte de bicicleta em avião

Antes de viajar, é importante que você conheça as regras da empresa aérea e da agência reguladora de aviação do país onde você está se deslocando. Aqui no Brasil é a Agência Nacional de Aviação Civil, a ANAC. Ela limita em 292 cm as dimensões dos objetos a serem transportados na América do Sul, já na Europa essa medida passa para 158 cm.

Além dessa exigência da ANAC, existem alguns procedimentos básicos que as empresas aéreas solicitam:

  • o    remover os pedais;

    o    alinhar o guidão com o quadro;

    o    esvaziar os pneus;

    o    acondicionar a bicicleta em embalagem apropriada.

Atente também quanto ao peso da bicicleta e faça a pesagem antes, pois poderá ser exigido um pagamento extra por excesso de bagagem. Desta maneira, você já terá uma noção prévia de quanto deverá desembolsar.

Transporte de bicicleta em ônibus

No caso do ônibus, quem regula esse transporte é a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Assim como na aviação, alguns procedimentos também podem variar de acordo com a empresa transportadora. No entanto, são estabelecidas algumas regras básicas. São elas:

  • o    não existe cobrança de taxa extra além da passagem;

    o    não é preciso desmontar a bicicleta, porém, ela não pode ficar com partes expostas de maneira que danifique os pertences de outros passageiros;

    o    a bicicleta deve ter etiqueta de identificação.

Como dissemos, algumas particularidades podem ser exigidas pelas empresas de ônibus, como a nota fiscal da bicicleta, ou até mesmo uma embalagem própria. 

Embalagens de bike e cuidados básicos

As embalagens para bike são equipamentos desenvolvidos para evitar danos ao transportar sua bicicleta e cumprir as exigências de algumas transportadoras. Essas caixas ou bolsas absorvem os impactos evitando danos nas peças e arranhões na pintura. Existem modelos de plástico rígido, pano, lona, entre outros.

Como essas embalagens podem ser construídas em diversos materiais, é importante que você saiba como acondicionar sua magrela dentro delas. Algumas recomendações são semelhantes àquelas exigidas pelas empresas transportadoras.

Conheça nossas dicas de transporte e segurança:

  • o    mantenha o guidão fixo e alinhado com o quadro;

    o    retire e proteja as manetes de freio e de marchas;

    o    retire o câmbio traseiro de marchas;

    o    utilize forros de espuma, isopor ou papelão para evitar arranhões e absorver impactos;

    o    retire os pedais e proteja as roscas;

    o    instale travas de segurança na bike e na embalagem.

Sempre tenha em mãos um jogo de ferramentas apropriado para montar e desmontar bicicletas, assim evitará improvisos que venham danificar as peças da sua bike.

Portanto, você deve ter percebido que o transporte de bicicleta não é um processo complicado e não existe uma regra geral. Com as nossas instruções e o contato prévio com a empresa que você escolher para deslocamento da em sua viagem de passeio ou trabalho, certamente, será fácil, prazerosa e sem imprevistos desagradáveis de última hora.

Gostou das nossas dicas? Para receber conteúdo atualizado diretamente na caixa do seu e-mail, basta assinar nossa newsletter. Até breve!