Muitas pessoas adquirem produtos falsificados pensando que estão fazendo um bom negócio, já que eles têm preços mais atrativos que os de um produto original. Como também, há indivíduos que acreditam não existir muitas diferenças entre um bem falso e outro original. Entretanto, mercadorias piratas causarão muitas dores de cabeça e até mesmo problemas para sua integridade física, fazendo com que o barato acabe saindo caro.

Se você quer saber como identificar produtos falsos, então continue lendo este artigo! Aqui, explicamos qual é a real importância de apenas utilizar produtos originais e trazemos as melhores dicas como diferenciá-los dos falsificados. Confira a leitura!

A importância de apenas utilizar produtos originais

É muito importante sempre dar preferência para bens originais e evitar os falsificados, já que esses últimos são excepcionalmente perigosos e podem gerar acidentes graves, isso ocorre principalmente com celulares ou acessórios piratas. Alguns exemplos desses riscos são:

    • explosão do aparelho: as peças podem ser de má qualidade e queimar facilmente quando entram em contato com energia elétrica;
    • choque: o aparelho pode não ser devidamente isolado, eletrocutando o usuário quando ele estiver o utilizando;
    • superaquecimento: o aparelho superaquece, deteriorando suas peças internas;
    • inutilização dos aparelhos: um acessório falsificado pode danificar um aparelho original.

Por exemplo, um carregador de celular falsificado poderá diminuir a vida útil da bateria do seu smartphone ou até mesmo deixá-lo inutilizável.

Dicas de como diferenciar um produto original

Existem aparelhos que fazem a verificação da legitimidade dos produtos — como scanners e raios-x —, e também é possível abri-los para verificar suas peças. Entretanto, esses métodos são excepcionalmente complexos e trabalhosos.

Por isso, a melhor forma de evitar bens falsificados é conhecendo algumas dicas de como identificá-los com simples observações. Veja as principais delas nos tópicos abaixo.

Valor

O preço não deve ser único fator a ser analisar para considerar um produto pirata, já que é possível que se deparar com valores mais acessíveis em promoções e com vendedores com menor margem de lucro.

Entretanto, se o item está muito abaixo do seu valor médio de mercado, é possível que você esteja lidando com um produto falso ou até mesmo uma tentativa de golpe. Por exemplo, não é possível encontrar um iPhone de última geração, novo e sem defeitos por menos de mil reais.

Qualidade

A grande maioria dos eletrônicos originais é construída com hardwares (peças físicas) e softwares (programas internos) de boa qualidade, incluindo aqueles de linhas mais antigas. Por isso, você pode buscar por pequenas falhas na carcaça do aparelho e seus acessórios, como:

    • bordas sobressalentes;
    • junções bambas ou malfeitas;
    • acessórios de baixa qualidade;
    • peças que não se encaixam adequadamente;
    • entre outros problemas similares.

Dimensões

Um objeto falsificado não é fabricado exatamente da mesma forma que os originais, por isso suas dimensões costumam variar. Até mesmo as diferenças mínimas (como centímetros) podem entregar os produtos falsos.

Embalagem

Dificilmente as embalagens oficiais e as falsificadas são idênticas. Os fabricantes dos aparelhos originais também se preocupam com o embalo e tomam o devido cuidado para que ele seja feito com qualidade.

Por outro lado, as embalagens falsificadas têm fechamentos irregulares, o logotipo pode estar torto, o material utilizado é inferior, não há proteção para o aparelho, tem erros gramaticais, entre outras falhas.

Um produto original tem qualidade e duração superior à de um produto pirata, bem como evita que acidentes ocorram com o usuário. Por essa razão, é fundamental aplicar as dicas explicadas neste artigo para garantir que você esteja comprando um item original.

Siga-nos agora mesmo no Facebook, Instragram e LinkedIn para ficar por dentro das nossas publicações futuras!