As bicicletas são meios de locomoção tão adorados porque elas cumprem muitos propósitos. Com uma bike, é possível se locomover para visitar os amigos, ir até o trabalho ou passear e curtir as paisagens.

Por serem tão amadas, não é de se estranhar que modelos melhores sejam inventados. É o caso das bikes elétricas, que contam com uma bateria própria para turbinar ainda mais esse meio de locomoção.

Neste post, entenderemos melhor o que são as bikes elétricas, suas principais características, vantagens e desvantagens. Siga a leitura!

O que são bikes elétricas?

Uma bike elétrica, também conhecida pelo apelido "e-bike", não se diferencia tanto assim dos modelos comuns. Sua principal característica é o motor elétrico, que garante maior propulsão. Ela conta com baterias recarregáveis e velocidades variáveis, dependendo da versão.

A própria legislação brasileira, por meio da Resolução 465 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), iguala as bikes elétricas às bicicletas comuns. Para que essa classificação seja exata, cada modelo deve ter uma bateria com o poderio máximo de 350w e atingir uma velocidade de até 25km/h.

Esses detalhes são importantes, já que caso o modelo se enquadre dentro dessa Resolução 465, o dono dessa bike elétrica não é obrigado a pagar tributos, fazer seguro ou registrar a sua bicicleta. 

Embora ainda sejam uma novidade no Brasil, as bikes elétricas já são bem conhecidas e utilizadas em países conhecidos pelo seu alto número de usuários de bicicletas, como Holanda e Alemanha. Elas são um pouco mais caras que as bikes comuns, geralmente variando entre 5 e 10 mil reais, mas seus atributos são atrativos. Falaremos sobre eles adiante no texto.

Além disso, em cidades como São Paulo, é possível alugar um modelo por preços mais em conta. No geral, a bateria dura de 4 a 5 horas, o que garante cerca de 20km de rodagem livre. É possível encontrar versões que prometem até mesmo 80 km de autonomia.

Quais são os modelos existentes?

No Brasil, é possível encontrar dois tipos principais de bike elétrica. A principal diferença entre eles está na propulsão. As pedelecs são bikes sem acelerador e com motores que se ativam somente com o pedalar do ciclista.

Já as bicicletas elétricas com acelerador contam com três opções de uso: acelerar, pedalar ou até mesmo uma junção dos dois. Ambas as versões são bem urbanas e totalmente voltadas para andar na cidade e também para o passeio.

Com a evolução dessas bikes, começam a surgir até mesmo bicicletas de estradas elétricas, voltadas para atletas de alto desempenho e para aqueles que não querem deixar se exercitar, mesmo usando uma versão elétrica desse clássico meio de locomoção.

Quais são as vantagens das bikes elétricas?

Agora que conhecemos melhor as bikes elétricas, chegou o momento de falar das vantagens próprias desse modelo. Vamos conhecê-las.

Gastos reduzidos com combustível

O preço da gasolina no Brasil tem causado pesadelos para as pessoas que estão acostumadas a usar carros no dia a dia. Os valores estão cada vez mais salgados e muitos começam a se perguntar se existem alternativas para fugir deles.

A bike elétrica se encaixa perfeitamente nesse contexto. Afinal, essas bicicletas entregam bom desempenho e um preço mais acessível, tanto no curto como no médio e longo prazos. É possível encontrar modelos que consomem apenas cerca de 2 centavos por quilômetro rodado!

Além disso, como mencionamos no trecho sobre a Resolução 465, donos de bikes elétricas que se enquadram nesses requisitos também estão livres de pagamento de imposto e de seguro — o que não acontece com os automóveis.

Sustentabilidade

Em comparação com os automóveis, os impactos das bikes elétricas no meio ambiente são bem menores. Isso porque elas não usam combustíveis fósseis para funcionar, um dos principais causadores da poluição e das mudanças climáticas no mundo.

A maioria das bikes opera com uma bateria de lítio, um instrumento bem mais sustentável. Como se não bastasse, elas também contam com outras facilidades, como painel digital, suspensão com amortecedores e freio a disco. Tudo isso sem a necessidade de combustível fóssil!

Prática de esportes

Para as pessoas que se sentem culpadas pela carga baixa de exercícios físicos ou para aquelas que querem complementar a sua rotina natural, as bikes elétricas são uma ótima maneira de praticar esportes. Afinal, como vimos com os modelos pedelecs, é possível encontrar versões com pedais.

Assim, a bike elétrica pode até mesmo funcionar como um incentivo para praticar exercícios de maior intensidade no futuro. Isso porque as pessoas começam pedalando apenas para se locomover, mas acabam se apaixonando pela possibilidade de conhecer a sua cidade sobre as duas rodas.

Quando você quiser variar os seus percursos, basta acionar os pedais. Comece a pedalar e mantenha a forma de uma maneira divertida e bastante cômoda!

Economia de tempo para se locomover

Perder tempo no trânsito, em congestionamentos intermináveis e em meio a transportes coletivos. Esses dois cenários não parecem nada animadores, não é mesmo? Pois com uma bike elétrica será possível evitar ambos.

Com ela, você consegue fugir de todo o estresse do trânsito tradicional e se locomover de forma constante. Além disso, nesse tópico também podemos citar um ganho de sustentabilidade: afinal, ao utilizar uma bike em vez de um carro tradicional, você retira um veículo das ruas e contribui para a saúde do planeta.

Muito conforto

Pedalar em qualquer tipo de bicicleta é ótimo, mas nem todo mundo pode se dar ao luxo de chegar ao próprio trabalho suado após um trajeto em uma bike comum. Com a opção elétrica, você evita esse problema e os outros que já mencionamos, como trânsito pesado e transportes coletivos cheios.

As bikes elétricas têm algumas desvantagens, como o alto preço inicial, o peso (maior que o de uma bicicleta tradicional) e a necessidade de mão de obra especializada para lidar com ela.

Contudo, vantagens como o pedal assistido, que pede por um pedalar mais suave em relação às versões comuns, a capacidade cobrir maiores distâncias e até mesmo maior comodidade para transportar cargas, são alguns dos fatores que recompensam o ciclista.

Por fim, podemos ver que as bikes elétricas têm ganhado espaço no Brasil. É possível até mesmo encontrar modelos nacionais, provando que elas são as novas queridinhas. A comodidade e a praticidade também explicam o seu sucesso.

E aí, curtiu o post e quer conferir outros textos como este em primeira mão? Então, acompanhe nossa página do Facebook e fique por dentro das novidades!