As inovações tecnológicas dos celulares têm ganhado cada vez mais popularidade nos últimos anos. Nesse contexto, nada mais apropriado do que entender o que é o sistema Android One.

O dispositivo Android One foi noticiado em meados de 2014. Ele prometia ser uma versão mais atual e moderna do tradicional sistema do Google mais direcionado para aparelhos de menor custo, de forma que pudesse se adaptar às limitações operacionais de celulares mais simples e, ao mesmo tempo, oferecer uma experiência eficiente e de qualidade.

Pensando nisso, vamos apresentar um panorama geral sobre o que é Android One e como esse mecanismo melhora a experiência do usuário. Boa leitura!

O que é Android One?

O Android One consiste em um programa do Google. Essa ferramenta proporciona a experiência de um “Android Puro” do sistema Google. Nesse sentido, as eventuais atualizações são administradas por essa empresa e não pelos fabricantes dos aparelhos.

Essa característica permite que esses dispositivos comportem versões atualizadas de maneira ágil e otimizada, principalmente se formos comparar com os aparelhos da Samsung, LG e Motorola.

Da mesma forma, ele recebe somente as funcionalidades desenvolvidas pelo Google para o Android. Isso significa a ausência de aplicativos extras de outras empresas. Contudo, há a possibilidade de instalar outros programas por meio da Play Store.

Quais são as vantagens do Android One?

O Android One é um sistema puro e original do Google que contém somente os aplicativos essenciais para o devido funcionamento do aparelho (Chrome, Gmail e YouTube, por exemplo). Essa praticidade torna o dispositivo estável e seguro.

Além disso, as atualizações são feitas rapidamente e não dependem de customizações dos fabricantes. Isso significa que as novas versões podem ser instaladas assim que são disponibilizadas pelo Google. Nesse sentido:

  • as atualizações estão garantidas pelo prazo de, no mínimo, 2 anos depois do lançamento;
  • as atualizações de segurança são realizadas mensalmente por, no mínimo, 3 anos após o lançamento.

Outra vantagem é a ausência de bloatwares. Trata-se de aplicativos sem grandes funcionalidades e pouco utilizados pelos usuários, que só ficam rodando e consumindo bateria.

Qual é a diferença entre o Android One e Android Go?

O Android One foi desenvolvido com o objetivo de atender aos aparelhos de baixo custo no mercado. A sua evolução também começou a abranger os dispositivos tops de linha. Foi aí que a Google resolveu criar um projeto novo voltado para os celulares de entrada. Assim foi criado o Android Go, que é uma edição mais descomplicada e simples do Android Oreo.

Na verdade, é o mesmo Android, mas com um sistema diferente. O Android Go utiliza menos recursos do hardware. Logo, ele pode funcionar em telefones com pouca memória RAM, além de conter as versões remodeladas de apps importantes, como o YouTube Go, Maps Go, Gboard Go, Gmail Go etc.

Por sua vez, o Android Oreo (conhecido como Go Edition) é uma versão mais eficiente e otimizada do Android 8.0 Oreo, que foi desenvolvida para os smartphones que tenham menos ou até 1 GB de memória RAM. Dessa forma, ele garante uma boa performance mesmo para os celulares mais populares e baratos.

Agora que você já sabe o que é o sistema Android One e já conhece as suas principais funcionalidades (gasta menos bateria, garante mais segurança, realiza atualizações rapidamente etc.), tem condições de escolher o smartphone que atenda às suas necessidades. Portanto, não deixe de avaliar cada sistema antes de optar pelo modelo ideal para o seu caso.

Compartilhe este artigo nas suas redes sociais para que seus amigos também entendam mais sobre o sistema Android One!